Digite sua palavra-chave

post

Como melhorar a adesão dos seus pacientes no atendimento em domicílio

Como melhorar a adesão dos seus pacientes no atendimento em domicílio

      A fisioterapia com atendimento domiciliar, é uma junção de ações que permitem a realização de consultas e atendimentos em ambiente domiciliar. Em um momento pandêmico, como estamos vivendo o atendimento domiciliar, tornou-se um ótimo aliado, para que o paciente possa conseguir a sua reabilitação,  no conforto do seu lar. 

Para além de prevenir contra a propagação do coronavírus, o tratamento domiciliar possui várias vantagens clínicas e financeiras, que são vantajosas tanto para o paciente, que não vai precisar sair de sua casa, como para o profissional de fisioterapia, visto que o processo de reabilitação do paciente será mais rápido. 

Por que o paciente não continua o tratamento?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera 50%  a taxa de não adesão a terapias de longo prazo em países desenvolvidos, e um número superior em países menos desenvolvidos. 

Os fatores que contribuem para a não adesão do paciente ao tratamento são inúmeros, o que evidencia que este não é apenas uma responsabilidade do paciente. Leia alguns motivos pelos quais os paciente não dão continuidade ao tratamento: 

  1. O custo elevado da medicação;
  2. A localização da unidade de saúde;
  3. A relação entre o especialista e o paciente;
  4. A falta de confiança e a abordagem imprópria com o paciente também foi apontada como um dos fatores, pela OMS. 
  5.  Esquecimento
  6. Resistência pessoal ao uso de medicamentos e  terapias.

 

Não existe um guia com regras específicas que façam os seus pacientes continuarem o tratamento. Mas, algumas estratégias têm sido trabalhadas como forma de manter o paciente engajado e consequentemente aumentar a adesão ao tratamento. 

Por isso, selecionamos 4 dicas para melhorar a aceitação dos seus pacientes ao atendimento domiciliar.

Crie um ambiente agradável

O atendimento domiciliar oferece vários benefícios ao paciente, como o já dito acima. Entretanto, é importante que, mesmo estando em sua própria residência, o paciente sinta-se à vontade com o tratamento proposto . 

Você consegue! 

Inclua elementos para aumentar a autoeficácia do seu paciente! Motive e inspire, faça o se sentir confiante no processo de recuperação. A relação acordada entre o fisioterapeuta e o seu paciente é um fator fundamental do processo de aceitação ao tratamento fisioterapêutico, por isso, a confiança é uma peça fundamental em relação à reabilitação. 

Invista em um bom atendimento

Consultar bem os seus pacientes pode gerar inúmeras indicações. Sendo assim, cabe ao fisioterapeuta oferecer um bom tratamento, sendo paciente, educado, demonstrando empatia e responsabilidade. Em situações de pacientes acamados ou impossibilitados de andar temporariamente, a comunicação com a família é muito importante. Por isso, lembre-se do esclarecimento sobre o estado clínico do paciente! 

 Reavalie com frequência. 

Emita relatórios periódicos com os gráficos demonstrando as melhorias do paciente. Defina um formato para as suas reavaliações (semanalmente, quinzenalmente), veja qual se encaixa melhor em seu  planejamento.

Conclusão

O atendimento domiciliar é uma modalidade assistencial que vem ganhando notoriedade nos últimos anos. Com a pandemia do novo coronavírus e o aumento das doenças crônicas e degenerativas e com o envelhecimento populacional. Esse tipo de atendimento domiciliar cresce por causa da busca de outros modos de produção de cuidados substitutivos ao modelo hospitalar, com o objetivo de reduzir custos e promover um cuidado mais humanizado, dentro do ambiente do paciente. 



Conteúdo Relacionado

Sem comentários

Adicione seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat
Olá! Seja bem-vindo(a). Se tiver alguma dúvida, me procure. Estou a disposição para te ajudar.