Digite sua palavra-chave

post

Por que o Protocolo de Prevenção de Quedas é tão importante?

Por que o Protocolo de Prevenção de Quedas é tão importante?

A OMS elegeu seis protocolos básicos para a segurança do paciente. Duas questões motivaram a OMS a eleger os protocolos de segurança do paciente: o pouco investimento necessário para a sua implantação e a magnitude dos erros e eventos adversos decorrentes da falta deles.

Hoje, vamos falar sobre o protocolo de Prevenção de Quedas.

Objetivo do protocolo de Prevenção de Quedas

Reduzir a ocorrência de queda de pacientes nos pontos de assistência e o dano dela decorrente, por meio da implantação/implementação de medidas que contemplem a avaliação de risco do paciente, garantam o cuidado multiprofissional em um ambiente seguro, e promovam a educação do paciente, familiares e profissionais.

Por que a criação do protocolo?

De modo geral, a hospitalização aumenta o risco de queda, pois os pacientes se encontram em ambientes que não lhes são familiares, muitas vezes são portadores de doenças que predispõem à queda (demência e osteoporose) e muitos dos procedimentos terapêuticos, como as múltiplas prescrições de medicamentos, podem aumentar esse risco.

Principais intervenções

  • Avaliação do risco de queda

A avaliação do risco de queda deve ser feita no momento da admissão do paciente com o emprego de uma escala adequada ao perfil de pacientes da instituição. Esta avaliação deve ser repetida diariamente até a alta do paciente.
Na admissão deve-se também avaliar a presença de fatores que podem contribuir para o agravamento do dano em caso de queda, especialmente risco aumentado de fratura e sangramento. Osteoporose, fraturas anteriores, uso de anticoagulante e discrasias sanguíneas são algumas das condições que podem agravar o dano decorrente de queda.

Fatores de risco para queda:
a) Demográfico: crianças < 5anos e idosos > 65 anos.
b) Psico-cognitivos: declínio cognitivo, depressão, ansiedade.
c) Condições de saúde e presença de doenças crônicas:

  1. acidente vascular cerebral prévio;
  2. hipotensão postural;
  3. tontura;
  4. convulsão;
  5. síncope;
  6. dor intensa;
  7. baixo índice de massa corpórea;
  8. anemia;
  9. insônia;
  10. incontinência ou urgência miccional;
  11. incontinência ou urgência para evacuação;
  12. artrite;
  13. osteoporose;
  14. alterações metabólicas (como, por exemplo, hipoglicemia).

d) Funcionalidade:

  1. dificuldade no desenvolvimento das atividades da vida diária;
  2. necessidade de dispositivo de auxílio à marcha;
  3. fraqueza muscular e articulares;
  4. amputação de membros inferiores; e
  5. deformidades nos membros inferiores.

e) Comprometimento sensorial:

  1. visão;
  2. audição; ou
  3. tato.

f) Equilíbrio corporal: marcha alterada.
g) Uso de medicamentos:

  1. Benzodiazepínicos;
  2. Antiarrítmicos;
  3. anti-histamínicos;
  4. antipsicóticos;
  5. antidepressivos;
  6. digoxina;
  7. diuréticos;
  8. laxativos;
    relaxantes musculares;
  9. vasodilatadores;
  10. hipoglicemiantes orais;
    insulina; e
  11. Polifarmácia (uso de 4 ou mais medicamentos).

h) Obesidade severa.
i) História prévia de queda.

  • Paciente com alto risco de queda
  1. Paciente independente, que se locomove e realiza suas atividades sem ajuda de terceiros, mas possui pelo menos um fator de risco.
  2. Paciente dependente de ajuda de terceiros para realizar suas atividades, com ou sem a presença de algum fator de risco. Anda com auxílio (de pessoa ou de dispositivo) ou se locomove em cadeira de rodas.
  3. Paciente acomodado em maca, por exemplo, aguardando a realização de exames ou transferência, com ou sem a presença de fatores risco.
  • Paciente com baixo risco de queda
  1. Paciente acamado, restrito ao leito, completamente dependente da ajuda de terceiros, com ou sem fatores de risco.
  2. Indivíduo independente e sem nenhum fator de risco.

Você pode fazer o download do protocolo em http://www.ibes.med.br/artigos/

Fonte: Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde



Conteúdo Relacionado

Sem comentários

Adicione seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá! Seja bem-vindo(a). Se tiver alguma dúvida, me procure. Estou a disposição para te ajudar.
Powered by